ASTROLOGIA – A linguagem mitológica e a narrativa celeste

“O que está em cima é como o que está embaixo.”

O axioma Hermético, base do pensamento astrológico, é ponto de partida para que se estabeleça uma analogia entre o enredo de alegorias simbólicas tecido pela linguagem astrológica e as narrativas mitológicas.

A Palestra será apresentada no CINAT 2019 gratuitamente.

Para assistir clique na imagem e se inscreva!

★MATA HARI★

mata hary mapa astral

Margaretha Gertruida Zelle, mais conhecida como Mata Hari, a espiã, dançarina e cortesã,  que brilhou na Europa no início do século XX.

astrologia horóscopo mata hariO casamento fracassado a levou a Paris, onde se tornou dançarina e cortesã, mantendo relacionamentos com oficiais de alto escalão, políticos e outras pessoas influentes. Esses contatos, somados as frequentes viagens pela Europa durante a Primeira Guerra Mundial, geraram suspeitas. Presa pelos franceses em 1917, Mata Hari foi acusada de espionagem. Morreu afirmando ser inocente:

 “Prostituta? Sim sou, mas traidora – jamais!”

Não se sabe ao certo com que efetivamente Mata Hari atuou como uma espiã. É fato que ela aceitou uma missão dos alemães em troca de favores financeiros: recebia para reportar tudo o que sabia das pessoas ricas com quem convivia na França.

Também aceitou prestar serviços a favor dos franceses contra os alemães. Em sua defesa dizia que apesar de se favorecer financeiramente nunca atuou de fato como espiã.

A biografia “Femme Fatale: Love, Lies and the Unknown life of Mata Hari”, escrita pela antropóloga Pat Shipman, que teve acesso a documentos antes proibidos, lança dúvidas sobre o julgamento de Mata Hai e afirma que a dançarina foi bode expiatório dos franceses. Diz ainda que sua condenação foi baseada em provas fabricadas, e sua execução durante a primeira Guerra Mundial serviu para reforçar a moral nacional francesa.

“Ela foi condenada não por espionagem, mas por imoralidade e falta de vergonha”. Pat Shipman

 

PRINCIPAIS TESTEMUNHOS SOBRE O TEMA NO MAPA NATAL

 

astrologia ascendente

Júpiter no ascendente testemunha o ganho financeiro associado à sua imagem, o corpo como meio de subsistência.

cropped-logo_teciduradasmoiras_1.jpgApós o divórcio Mata Hari passou a sustentar-se (casa II) através das atividades como dançarina e cortesã (casa V).

O aspecto de Júpiter com Mercúrio, Marte e com o Sol domiciliado indica que a cortesã e dançarina ganharia seu sustento atuando junto a pemapa astral mata harissoas de grande poder.

O Sol junto à Aldebaran (declinação), uma das estrelas reais da Pérsia, associa essas pessoas a cargos e atividades militares.

A proximidade de Marte, regente do ascendente, com o Sol, indica acesso aos segredos dos poderosos com quem se relaciona em virtude do oficio como cortesã.

Júpiter com o lote da traição, recebido por Marte em conjunção a Mercúrio e ao Sol, testemunha a traição dentro desse meio de relações, envolvendo informações secretas e em prol de favorecimento financeiro.

O ascendente aflito por Marte conjunto ao regente da VIII qualifica como perigoso o jogo envolvendo sexo, dinheiro, traição e segredos, perigo que põe em risco a sua vida.

A antíscia de Mercúrio e Marte na VII, em oposição ao ascendente, faz de Mata Hari inimiga dela mesma, pois se coloca em risco, ainda que não se dê conta disso, atentando contra a própria vida.

cropped-logo_teciduradasmoiras_1.jpgMata Hari parecia mesmo não ter noção do perigo ao qual se expunha, já que durante a guerra mantinha oficiais alemães como amantes, sem abandonar as relações ocasionais com franceses e aliados. E foram de fato essas atividades como            cortesã, junto ao alto escalão de exércitos inimigos, o fator determinante para sua               condenação e morte.

astrologia vênus

Vênus, regente da XII e da VII, conjunta à Aldebaran (declinação), recebida por Júpiter, testemunha o exercício do trabalho como dançarina e cortesã no estrangeiro, bem como as relações mantidas com oficiais estrangeiros, entre eles amantes e inimigos ocultos.

A recepção entre a Lua, regente da IX e Vênus conjunta ao lote da exaltação e regente da V por exaltação, testemunha o sucesso de Mata Hari como dançarina e cortesã fora de seu país.

cropped-logo_teciduradasmoiras_1.jpgQuando viva sua fama era reconhecida em quase todos os países da Europa e, ainda hoje, seu nome é lembrado como sinônimo de espiã em todo o mundo.

fuzilamento mata hary

25/10/1917 – Fuzilamento de Mata Hary

algorab

estrela fixa astrologiaAlgorab no ascendente profetiza a trajetória em que a nativa, tomada pela cegueira, é levada pelos próprios passos ao encontro da morte.

O cheiro da morte devolve-lhe os olhos e o entendimento profético de Algorab revela-se nas linhas que tramaram seu destino.

 “Prostituta? Sim sou, mas traidora – jamais!”  

Frase dita por Mata Hari durante seu julgamento

 

Sobre Algorab –  delta da constelação do Corvo

horóscopo previsões

 O corvo é associado à capacidade profética e, por isso, visto como portador de más notícias e símbolo de mau agouro.

Também é significado como o desejo cego, sede e fome. Aqui, prisioneiro da urgência desses desejos, o corvo desmerece a honra e manipula a verdade, sendo então castigado à sede eterna.

A mitologia grega é uma das origens da simbologia de sua capacidade profética. Apolo fez do corvo guardião e vigia de sua amada Coronis, tendo presenciado Coronis com outro, o corvo foi até Apolo e delatou a traição. Furioso com as notícias trazidas pelo corvo, que até então era branco como a neve, Apolo o amaldiçoou, transformando-o em uma ave de penas negras. Se, como diz Ovídio, “A língua foi sua a perdição”, o desejo latente na fúria de Apolo pode ser lido como “o que os olhos não veem o coração não sente” ou “Cría cuervos y te sacarán los ojos”.

Na cultura Judaica, o Corvo de Noé, tendo se deixado levar pelos desejos da própria fome ao invés de servi-lo, foi tingido de negro e condenado a comer carniça. Dizia-se que a avidez de sua fome o tornava capaz de sentir o cheiro da morte momentos antes de sua chegada.

Em outra versão, Apolo, tomado pela sede, ordena ao corvo que vá até uma nascente distante buscar uma Taça de água. No meio do caminho uma figueira detém o Corvo, que sem poder resistir ao desejo de comer os figos, pousa e espera até que os frutos amadureçam. Como desculpa à sua demora disse a Apolo que uma cobra d’água impediu que recolhesse de pronto a água, obrigando-o a esperar. Apolo, que pode ver através da mentira, como castigo, colocou o Corvo, a Hidra (a cobra d’água) e a Taça no céu, dando ordens à cobra para nunca deixar que o corvo alcançasse a água, de forma que este sentiria sede eternamente.

fonte: www.obviousmag.org  www.bbc.com www.holland.com

 

Vale Quanto pesa? Antares e o “absurdo” na obra de Albert Camus

Astrolábio Revista Astrologia

Ao me deparar com o mapa de Albert Camus pela primeira vez, em um grupo de estudo sobre estrelas fixas, me apaixonei assim que bati o olho em Antares na casa IV. É o encanto provocado pela conexão da estrela com um dos conceitos filosóficos da obra de Camus, desconhecido por mim até aquele momento, que me traz aqui.

Partindo do mapa natal do escritor, este artigo delineará um de seus conceitos filosóficos retratado em “O mito de Sísifo”. O absurdo, surge sob a influência da tuberculose, enfermidade que abalou seriamente a condição física do autor e o seu cotidiano.

Continue a ler o artigo publicado na REVISTA ASTROLÁBIO  AQUI.

 

 

 

✯Lou Salomé✯

mapa astral horóscopo

Fonte: Astrodatabank

 

Lou Salomé foi filósofa, poeta, romancista e psicanalista.
Independente e questionadora, rompeu os padrões sociais de seu tempo e não se rendeu ao caminho convencional, vivendo de maneira bastante peculiar suas relações amorosas e abrindo mão do amor em nome do conhecimento.
Os interesses intelectuais lhe proporcionaram travar amizade com alguns dos maiores pensadores e artistas da época, incluindo Friedrich Nietzsche, Sigmund Freud, Paul Rée e Rainer Maria Rilke.
Pivô do triangulo amoroso entre Rée e Nietzsche, Lou se casou com Carl Andreas, professor 15 anos mais velho, com quem manteve um casamento de aparência. O acordo era que Carl não poderia fazer valer os seus “direitos” de marido, ou seja, nunca houve contato físico entre eles. Lou deixou bem claro que não queria que o marido interferisse na sua liberdade e que suas relações com Paul Rée não mudariam de maneira alguma. Manteve ainda uma relação amorosa com Rainer Maria Rilke, que terminou apenas com a morte do poeta. ¹

O MAPA
Lou Salomé tem o Ascendente em Áries e seu regente domiciliado conjunto a ele. A coragem de Marte em Áries abre caminho mesmo nas condições mais adversas, estabelece sua luta de maneira inteiramente franca, quase ingênua e seu único medo é ser privado da liberdade de viver plenamente aquilo que deseja, de ter que abrir mão de suas verdades.

O lote do casamento está a 06° ♐ 02’ na casa IX, a casa do ensino superior e da filosofia. Júpiter em Leão na V, a casa do sexo, faz oposição à Vênus em Aquário na casa XI, a das amizades. O regente do lote do casamento está oposto à regente da casa VII, a das relações amorosas e das parcerias, onde se encontra o lote do trabalho, e também ao Sol, seu dispositor e regente da casa V.
A Vênus em Aquário – domicílio diurno de Saturno, o exílio do Sol – deseja o poder da igualdade. Utiliza o pensamento como moeda de troca nas relações, expressa sua natureza estabelecendo amizades e conexões sócioideológicas no âmbito profissional, transitando junto aos empoderados círculos intelectuais do seu meio.
O Sol em Aquário é a vontade de poder que deseja igualdade para todos. Uma vontade que surge como falta individual e que só pode ser aplacada pela busca da igualdade coletiva.
Lou conquistou seu espaço profissionalmente, uma mulher à frente do seu tempo, vivendo num mundo de homens e contrariando as expectativas estabelecidas, manteve relações liberais, onde amor e amizade confundiam-se. Escolheu o saber acadêmico como seu companheiro de vida, deixando às relações amorosas a vivência descompromissada de sexo e amizade. Tudo isso em nome de seu amor maior, o trabalho, sempre vinculado às atividades intelectuais.

O lote da nemêsis, o castigo dos deuses à húbris² em 19°♑49’ no Meio do Céu, testemunha a limitação à notoriedade e ao reconhecimento em relação ao trabalho e à obra de Lou. Seu regente, Saturno, está em Virgem na VI, casa ligada aos infortúnios intransponíveis impostos pela vida, fazendo oposição a Mercúrio em Peixes na XII, que por sua vez é regente do lote da exaltação em 25°♊08’ na III. O lote da exaltação cadente, Mercúrio exilado na casa do mau espírito, recebe Saturno: a exaltação e a notoriedade sem força, ocultas e aprisionadas, recebem em seu exílio as realizações profissionais, a matéria usada para o castigo dos deuses, que coloca a obra de Lou Salomé em um lugar menor.

A Lua, regente da IV, a casa do subterrâneo, também está na casa XII testemunhando aqui a efetiva publicação e divulgação de suas obras após a sua morte.

Lou Andréas Salomé é a ousadia de viver de acordo com as próprias verdades e a coragem que assume o preço de ser quem é.

 

 

[1] Fonte: http://mulheres-incriveis.blogspot.com.br

[2] A húbris ou hybris é um conceito grego que pode ser traduzido como “tudo que passa da medida; descomedimento” e que atualmente alude a uma confiança excessiva, um orgulho exagerado, presunção, arrogância ou insolência contra os deuses. (wikipedia)