Lacan mapa astral.jpg

Fonte Astro  Databank – Rodden Rating AA

O céu no momento em que nasceu Lacan, apresenta vários testemunhos ,que ligam sua profissão a cura de assuntos mentais, utilizando-se para isso do que está oculto (inconsciente).

Ascendente – que fala diretamente sobre ele, em Virgem, tendo como regente Mercúrio que está conjunto a estrela Yed Prior, da constelação do serpentário ou Ophiucus. Esta constelação representa o portador da serpente – Esculápio ou Asclépio – deus da medicina e da cura.
Mercúrio, por sua natureza, está diretamente ligado a atividades mentais, a comunicação e a palavra.
Cura através da palavra. Estando ainda na casa VII, configuração possível para médicos.

Mercúrio está na casa de Júpiter e assim o tem como dispositor. Suas qualidades se adaptam a forma Jupiteriana. E em peixes, Mercúrio passa a atuar como um grande mentiroso. Entenda, a mentira também pode existir na criação literária, cinematográfica ou através dos sonhos. Júpiter está conjunto a estrela Vega. Vega é a Lira de Orfeu, que com suas palavras cantadas conseguiu adentrar o Hades – o mundo subterrâneo – para tentar trazer de volta à vida Eurídice, seu grande amor.
Os sonhos como caminho possível para adentrar no subterrâneo, e a partir disso chegar a cura.

A profissão é representada pela casa X do mapa, em Gêmeos, regido por Mercúrio.

Outro testemunho da profissão é dado pela parte do trabalho – localizada na casa IX, a casa dos sonhos, das visões e dos estudos. Regida por Vênus, que está na casa VIII, a casa das angústias, perdas, mudanças profundas e segredos.
Vênus unida corporalmente a duas estrelas:
Unukalhai – da constelação da serpente. O veneno, a doença, o engano. Essa serpente é a mesma que Esculápio segura em suas mãos, dominada.
Ele vai trabalhar estudando as ações da serpente.
Baten Kaitos – da constelação de Cetus – o monstro que quase devorou Andrômeda. Andrômeda foi salva por Perseu, que após ter cortado a cabeça de Medusa, a mulher com serpentes na cabeça, utilizou-a contra Cetus, transformando-o em pedra.
Essa estrela está ligada a depressão, perdas, etc
O que corrobora, testemunha, a ação profissional de Lacan ligada ao estudo do que envenena e cura a mente.

Vênus ao unir-se ao Sol, beneficia-se da relação, do aspecto que ele faz com Marte, situado na casa XII; casa das doenças e do que está oculto para a própria pessoa (Na VIII a pessoa sabe, mas não torna público).
Marte está corporalmente unido a Alfard – estrela da constelação de Hidra. Hidra era um monstro mitológico com o qual Hércules teve que lutar em um dos seus 12 trabalhos.
Hidra era figurada como uma grande serpente. Dotada de muitas cabeças, que ao serem cortadas renasciam ainda mais fortes e numerosas, possuía um hálito venenoso que a tudo destruía.
Para vencê-la Hércules teve ajuda de Lolau, seu sobrinho, que cauterizava as feridas da ausência deixada pelas cabeças, assim que eram cortadas, impedindo dessa forma seu retorno.
O aspecto entre Sol e Marte leva até Vênus – a regente do Lote do Trabalho, que atua através do saber, os assuntos ocultos da casa XII para a VIII, onde podem ser reconhecidos e nomeados, ainda que em segredo.

O Sol leva luz à casa XII. Sabendo quem é seu inimigo Marte ganha força, impulso e coragem.
Vênus – o saber adquirido – se beneficia da luz, da força, do impulso e da coragem. Sua ação tem que se adaptar a forma de atuação de Marte, já que está em sua casa (Áries). O processo de cura, destitui o poder, a vida das serpentes, cauterizando as feridas, para que não retornem. Esse processo é reconhecidamente uma guerra.

 

Fontes bibliográficas:
Junito de Souza Brandão
http://www.constellationsofwords.com